Caiu numa propaganda enganosa? Veja o que fazer

Retenção Tributária Contabilidade Em Brasília - Contabilidade em Brasília

Compartilhe nas redes!

O preço era atrativo, o produto parecia ser bom, você gostou e comprou. No entanto, ao recebê-lo e analisá-lo com calma descobriu que nem todas as características anunciadas pela empresa estavam presentes. Você se sente enganado e se dá conta que foi vítima de uma propaganda enganosa.

De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, propaganda enganosa é toda ação que passa falsa realidade de um produto ou bem de consumo ao comprador. Trata-se de um ato que omite informação e induz a pessoa à compra de algo que é muito mais interessante no anúncio do que na realidade. Como se diz popularmente, é ‘comprar gato por lebre’.
A propaganda enganosa pode se apresentar de várias formas, como através da omissão de características ou da origem do produto, e também ser de qualidade considerada inferior do que o anunciado. Ainda pode ser por meio da diferença da quantidade divulgada, ou preço e formas de pagamento em desacordo com o que foi dito no momento da compra.shutterstock-108619784.jpg
Como afirma o Código de Defesa do Consumidor, o produto ou bem tem que cumprir o que anuncia. Se a empresa cobra tarifas adicionais no plano de internet sem que tenha sido clara com o consumidor, está em desacordo com a lei, ou seja, comete um crime. O mesmo ocorre com a concessionária que esconde problemas do veículo e até mesmo com a embalagem que mostra um produto muito mais saboroso e atrativo do que está dentro da caixa.

O que fazer ao ser vítima de propaganda enganosa?

Em situações assim, um dos primeiros passos é entrar em contato com a empresa e tentar solucionar a questão. Especialistas explicam que é importante documentar a ação para que se produza prova material, como afirma o advogado Neudi Fernandes:

“Orientamos que (a vítima) reúna todos os comprovantes de pagamento, bem como as faturas de cobranças, as reclamações realizadas”.

Caso o problema não seja resolvido, a vítima de propaganda enganosa pode registrar uma ocorrência na Agência de Proteção e Defesa do Consumidor, o Procon. Além disso, também pode entrar com uma ação contra a empresa no Juizado Especial de Pequenas Causas (Jec), desde que a causa seja de até 40 salários mínimos.
Outro passo importante é buscar o auxílio de um advogado especializado em propaganda enganosa. Isso principalmente quando o problema envolver danos morais, danos físicos ou à saúde, prejuízos financeiros, entre outros. O profissional analisará a questão e buscará as melhores soluções jurídicas ao caso que pode, inclusive, gerar uma indenização a ser paga pela empresa ao consumidor lesado.
Fonte: MundoAdvogados.com.br

Classifique nosso post post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Posts Relacionados

Saiba Como Se Destacarentre As Demais Imobiliarias Da Sua Regiao Agora Mesmo Blog - Contabilidade em Brasília

Como se destacar: o que fazer em sua imobiliária?

Saiba como se destacar entre as demais imobiliárias da sua região Conheça algumas técnicas que podem ser decisivas na hora de obter destaque em meio ao mercado imobiliário A busca por melhores estratégias e maneiras de aumentar as vendas, ou

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Recomendado só para você
Um prestador de serviços não pode se esquecer, de forma…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top