QUAL A IMPORTÂNCIA DA ENGENHARIA DE CUSTOS NA OBRA?

Stethoscope and laptop on doctor working desk

Compartilhe nas redes!

No cenário da construção civil brasileira, os atrasos na entrega de obras – sejam  residenciais, sejam comerciais – são recorrentes. Segundo dados divulgados na matéria do Jornal O Dia, em 2013, a Secretaria Nacional do Consumidor recebeu 34.534 reclamações na área de habitação, sendo que 22% correspondem ao não cumprimento de contrato por parte das construtoras. Os casos e os números justificam porque as pessoas já estão desacreditadas quanto aos prazos dados para entrega de empreendimentos imobiliários. Mas, a questão é que, mesmo sabendo que os atrasos são comuns, os clientes estão dispostos a comprar. Então, como trabalhar para evitar estouro de orçamento, atrasos na entrega das obras e mudar essa visão? A engenharia de custos pode ser a resposta!
Uma gestão inteligente, aliada à orientação da engenharia de custos, deve definir o melhor caminho a ser seguido, para que o projeto seja executado conforme o planejado. É por isso que o orçamento da obra está diretamente ligado à qualidade do projeto que o originou.
Um bom projeto requer um bom planejamento orçamentário para que o desenho ganhe vida e saia do papel. Diante da necessidade de manter este alinhamento, a engenharia de custos participa e acompanha a construção como responsável pelo levantamento do valor a ser investido em cada etapa da obra. Cabe aos profissionais que atuam nesta área a responsabilidade de prever os custos para executar o projeto, tais como:

    • Pessoal: salários, encargos sociais, benefícios e vale-transporte;
    • Materiais: fornecimento e impostos (IPI e ICMS);
    • Equipamentos: fornecimento e impostos – IPI, ICMS, Importação;
    • Taxas e seguros: Crea, Licença, e Seguro de Vida, Predial, Automotiva e Garantia de Obras;
    • Transportes

Na engenharia de custos, nenhuma das variáveis utilizadas em um orçamento pode ser previamente fixada, afinal, estas dependem exclusivamente de informações sobre o projeto, a localização do serviço, as exigências do Edital de Licitações ou ainda do Memorial Descritivo do empreendimento. Cada projeto requer uma análise totalmente diferente, feita sob medida para a obra ser construída em tempo, com qualidade e com custos sob controle.
Neste sentido, a atuação do engenheiro de custos é focada, principalmente, na elaboração e validação de orçamentos e planejamento de custos do empreendimento para todas as fases da obra, e também na gestão de custos e do fluxo de caixa. Dentre outras atividades, cabe também ao engenheiro de custos a tarefa de analisar o desempenho e os resultados dos projetos em andamento (com visitas ao canteiro de obras), bem como monitorar desvios, abrangendo evolução física, financiamento à produção, incorrido e à incorrer.
Segundo dados da Catho, o engenheiro de custos é o profissional que “faz análise, composição e controle de custos de projetos (obras); elabora e controla os orçamentos, e planeja a apropriação de custos diretos e indiretos.” Hoje, no Brasil, o salário-médio é de R$ 3.971,20.
Para que o profissional possa de fato contribuir com a qualidade da obra, é preciso também que ele vivencie de perto a rotina da construtora. Desde o desenho do projeto e reuniões de planejamento, acompanhamento da obra com visitas ao canteiro de obras até o relatório final após a entrega da obra. Com essa participação, o engenheiro de custos pode identificar fragilidades, corrigi-las e  indicar o melhor caminho para que a construtora não fuja, ou desvie o mínimo possível, dos custos estimados para o projeto. Dessa forma, o profissional vai também consolidando um modelo de trabalho e histórico de informações, que propicia o refinamento do seu trabalho.
Durante o andamento do projeto, um dos fatores que provoca mais impacto no orçamento é o atraso da obra, que desencadeia uma série de prejuízos para as empresas da construção civil. Com o cronograma comprometido, a engenharia de custos da obra assume o desafio de evitar o efeito dominó do atraso e a geração de reflexos como:

  • Aumento de custo: quando a obra atrasa, os custos fixos do canteiro extrapolam o gasto previsto.
  • Problemas no fluxo de caixa: o adiamento da realização do lucro da construtora impacta o fluxo de caixa, de modo que influencia o capital de giro e pode afetar o desempenho da construtora.
  • Indisponibilidade das equipes: a dificuldade de originar novos negócios fica maior por conta da indisponibilidade dos profissionais, que ficam mais tempo focados em um mesmo projeto.
  • Perda de credibilidade: a percepção de que a construtora não honra seus compromissos coloca em risco vendas futuras e a confiança do consumidor no mercado imobiliário.
  • Perda de clientes e devolução de parcelas: compradores insatisfeitos podem entrar com ação judicial solicitando a rescisão do contrato e a devolução integral dos valores pagos, com correção monetária.
  • Indenizações: mesmo após a entrega, os clientes têm a opção de entrar na Justiça pedindo indenização por danos morais e materiais.

Diante de possíveis complicações, durante a execução do projeto, se for preciso, o replanejamento dos custos e serviços deve ser feito de imediato.  Neste cenário, o engenheiro de custos deve estar preparado para transitar, com facilidade, por todas as etapas do ciclo de vida de uma edificação, participando do processo desde o estudo de viabilidade até a gestão econômica do ativoO profissional especialista atua, portanto, como um gerente de múltiplas habilidades, algumas adquiridas com estudo e capacitação, outras com experiência e vivência em diferentes obras e empreendimentos.
No Brasil, o Instituto Brasileiro de Engenharia de Custos (Ibec), oferece suporte para a formação de engenheiro de custos, com cursos de capacitação, especialização e MBA Executivo. Como uma organização sem fins políticos e/ou lucrativos, desde 1978, o Ibec:
“Visa promover as técnicas e tecnologias da Engenharia de Custos, como ciência multidisciplinar, integrando empresas e profissionais, atuantes em todos os segmentos e promovendo encontros, palestras, reuniões técnicas, cursos, seminários, congressos, publicações e principalmente o intercâmbio com as congêneres dos demais países do mundo.”
Com o movimento de profissionalização, as construtoras passam a contar com especialistas treinados, com sólidos conhecimentos em relação ao processo  de gerenciamento de custos e orçamentos de obras. Em parceria com os demais profissionais da equipe, o engenheiro de custos trabalha focado para maximizar os resultados, diminuindo e evitando atrasos, e garantindo a qualidade da obra no tempo certo.
Para Gustavo Martins, autor do blog Engenheiro de Custos, o principal atributo do engenheiro de custos é ser um bom gestor, entendendo a sua importância nas etapas do ciclo de vida de uma construção e interligar de fato as áreas de orçamento, planejamento, riscos, viabilidade do projeto, entre outros. Colocando-se sempre em comunicação com outros profissionais para encontrar soluções técnicas adequadas para a empresa.
O ganho da construtora com o investimento na engenharia de custos é inquestionável. Para evitar o cenário de corrida contra o relógio no canteiro de obras e desgaste com o cliente na central de atendimento, priorize a engenharia de custos nos próximos empreendimentos ou, se aproprie desta prática e contrate um especialista na área.
Com a técnica da engenharia de custos e a atuação de um profissional da área, todos ganham: construtora, profissionais e clientes. Este profissional mantém um olho no planejamento orçamentário e no fluxo de caixa, outro no cronograma e, em parceria com os demais profissionais, ajuda a garantir a entrega das chaves.
Fonte: SIENGE

Classifique nosso post post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Posts Relacionados

Saiba Como Se Destacarentre As Demais Imobiliarias Da Sua Regiao Agora Mesmo Blog - Contabilidade em Brasília

Como se destacar: o que fazer em sua imobiliária?

Saiba como se destacar entre as demais imobiliárias da sua região Conheça algumas técnicas que podem ser decisivas na hora de obter destaque em meio ao mercado imobiliário A busca por melhores estratégias e maneiras de aumentar as vendas, ou

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Recomendado só para você
Alguns segmentos da economia possuem um ciclo operacional superior ao…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top