3 maneiras de reduzir a carga tributária na construção civil

Compartilhe nas redes!

O mercado da construção civil, assim como todos os outros, é impactado por um fator que dificulta tanto o seu crescimento quanto o do País: a carga tributária. Por ser excessiva, ela impede a especialização da mão de obra, a evolução das tecnologias utilizadas nos canteiros e a implementação de métodos que melhorem a qualidade das construções. Como resultado, as obras e as empresas acabam sendo drasticamente impactadas. O bom é que hoje, você pode contar com softwares ERP que permite e redução da carga tributaria.
Muitas vezes, o alto peso dos impostos aumenta os custos dos projetos e os inviabilizam, gerando inúmeros prejuízos para as companhias. A boa notícia é que, com um bom planejamento tributário, é possível avaliar maneiras de reduzir legalmente a carga tributária que incide sobre as construtoras, incorporadoras e imobiliárias. Abaixo, falaremos sobre as 3 principais formas, que podem ser analisadas através desse planejamento. Veja:

  1. Escolha do regime tributário mais adequado

Infelizmente, poucos gestores do ramo da construção civil dão importância à escolha do regime de tributação, pois acham que isso não fará nenhuma diferença. Mas o que eles provavelmente não sabem é que o lucro real e o lucro presumido possuem conceitos bem diferentes. Um dos principais aspectos que os diferem é a forma de apuração da base de cálculo, já que a alíquota é a mesma para ambos.
Quando escolhido adequadamente, o regime pode reduzir bastante a carga tributária, incide sobre o negócio, sem que a lei seja desrespeitada. Para os especialistas, a carga tributária do IR (Imposto de Renda Pessoa Jurídica) e da CSLL (Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido) é sempre a mesma no lucro presumido. Mas no lucro real, a carga tributária depende dos custos de construção.
O lucro real, na maioria das vezes, é mais indicado para aquelas empresas que têm vários empreendimentos lançados, pois enquanto investem em uma determinada construção, elas obtêm lucros em outra. Mas a escolha depende da realidade de cada empresa. Por isso, é importante fazer simulações para avaliar qual se encaixa melhor ao contexto da organização e também ver se não há restrições na legislação.

  1. Utilização de incentivos fiscais

Os incentivos fiscais, previstos na Constituição Federal e concedidos pela União, pelos estados e municípios, preveem a redução ou isenção da alíquota de determinados impostos. Com esses incentivos, as construtoras, incorporadoras e imobiliárias ganham um ‘fôlego’ no caixa, e podem destinar os recursos que serviriam para o pagamento de impostos à ações mais estratégias, como treinamentos e compra de novos equipamentos.
Um exemplo de incentivo fiscal é o RET (Regime Especial de Tributação), que permite a unificação de impostos e a diminuição da tributação. Na IN RFB nº 1.435/2013, o RET prevê a unificação dos tributos aplicáveis às incorporações imobiliárias, quando estas forem responsáveis por construções ou reformas de creches e pré-escolas e por construções de unidades habitacionais do Programa Minha Casa, Minha Vida.

  1. Aquisição de recursos em nome do proprietário

Quando uma construtora adquire insumos e realiza contratações em seu nome, por conta própria, ela não tem como se livrar do recolhimento do PIS (Programa de Integração Social) e Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social). Mas quando atua como mandatária da incorporadora ou do proprietário, realizando a compra em nome deste, então ela não precisa pagar esses impostos, o que também ajuda a reduzir a carga tributária.
Como você pôde ver, existem muitas maneiras de reduzir a carga tributária que incide sobre construtoras, incorporadoras e imobiliárias. Todas essas formas devem ser avaliadas cuidadosamente na hora do planejamento tributário. Este fica muito mais eficiente quando realizado com o auxílio de software ERP especialista na construção civil, que permita a verificação da situação fiscal e contábil da empresa de forma rápida e fácil.
E então, o que achou do nosso artigo? Conhece alguma outra maneira de reduzir a carga tributária? Compartilhe-a com a gente nos comentários!
Fonte:  Globaltec

Classifique nosso post post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Posts Relacionados

Saiba Como Se Destacarentre As Demais Imobiliarias Da Sua Regiao Agora Mesmo Blog - Contabilidade em Brasília

Como se destacar: o que fazer em sua imobiliária?

Saiba como se destacar entre as demais imobiliárias da sua região Conheça algumas técnicas que podem ser decisivas na hora de obter destaque em meio ao mercado imobiliário A busca por melhores estratégias e maneiras de aumentar as vendas, ou

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Recomendado só para você
Opção pela “Desoneração” da Folha de Pagamento vence em fevereiro…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top